Imagem Autor
Postado por Diego Ariel
Categoria: Traumatologia

Fratura do Platô Tibial


Imagem

    A tíbia e a fíbula (perônio) formam a estrutura óssea da perna, sendo a tíbia o maior e mais importante osso na perna. A tíbia é anatomicamente dividida em três segmentos: Proximal (perto do joelho), Diáfise (meio da perna) e Distal (perto do tornozelo).

    A parte proximal da tíbia é conhecida como Platô ou Planalto. O planalto tibial possui uma discreta inclinação posterior (10°) e consiste de 2 côndilos (platôs). A face superior de cada côndilo é grande, ovoide e lisa.

    O platô lateral é recoberto por 4mm de cartilagem. É mais alto que o platô medial e é convexo.

    O platô medial é recoberto por 3mm de cartilagem. É mais largo que o lateral e é côncavo.

 

 

Qual a função do Platô Tibial? O Platô, junto ao fêmur, forma a articulação do joelho. Ou seja, a integridade do platô é fundamental para a função do joelho, como a flexão e a extensão, movimento fundamental para podermos andar normalmente. Além disso, no platô se inserem muitas estruturas, como os ligamentos cruzados do joelho (LCA e LCP), os meniscos e alguns outros ligamentos e tendões.

 

Como ocorre a fratura do Platô Tibial? São decorrentes de forças em varo (perna inclinada para dentro) ou valgo (perna inclinada para fora) associado a uma carga axial que gera forças de cisalhamento ou compressão. 

A clássica “fratura do para-choque” é uma fratura do platô lateral, devido a impacto na face lateral do joelho, que gera força deformante em valgo associada à sobrecarga do platô lateral exercida pelo côndilo lateral do fêmur. 

Traumas de grande energia geram fraturas cominutivas (com muitos fragmentos), como queda de grande altura sobre o joelho estendido. Fraturas em idosos têm mais predominância de afundamento do platô para dentro da tíbia. 

No Brasil, as principais causas de fratura são os acidentes automobilísticos.

 

 

Quais os sintomas? Dor e edema (inchaço) do joelho, além de incapacidade de apoiar o peso do corpo. A hemartrose (derrame articular) é um sinal bastante frequente. A presença de bolhas, a síndrome compartimental (aumento da pressão dentro da perna) e a exposição óssea (fratura exposta) também podem estar presentes e inspiram maiores cuidados.

 

Se eu tiver uma fratura do Platô Tibial, tenho chance de ter outras lesões associadas? Devido ao mecanismo da fratura do Platô, é muito comum ocorrerem lesões associadas. Em mais de 50% dos casos, ocorrem lesões de menisco e cerca de 30% ocorrem lesões ligamentares. Outras lesões possíveis são as nervosas e as arteriais.

 

Como é feito o diagnóstico? Além da história clínica e do exame físico, a utilização de alguns exames de imagens auxilia no diagnóstico e no planejamento da conduta terapêutica. A radiografia (RX) é o exame mais acessível e o mais utilizado para essa finalidade. A tomografia é muito útil para uma melhor avaliação do padrão de fratura. Já a ressonância, menos utilizada nos casos de fratura, ajuda na suspeita de lesões de partes moles, meniscos e ligamentos. Arteriografia e angiotomografia são úteis nas suspeitas de lesão arterial.

 

 

Todas as fraturas são iguais ou existe alguma mais grave do que outras? As fraturas do Platô diferem entre si em termos de gravidade. Dentre os principais parâmetros, 4 se destacam para dizermos quão mais grave é a fratura. São eles:

1- Fraturas expostas ou grave lesão de partes moles (pele, músculos, ligamentos, tendões etc);

2- Presença ou não de síndrome compartimental (aumento da pressão interna da perna);

3- Lesão vascular associada;

4- Padrão da fratura.

 

Como o padrão da fratura é classificado? Apesar de cada fratura ser diferente de uma pessoa para a outra, muitas apresentam padrões semelhantes. Tais padrões permitem criarmos uma classificação que orienta os médicos na condução do tratamento. Existem muitas classificações, como a de Hohl e Luck (1956), a de Moore (1981), a de Hohl (1991), a de Lou (2010) e da AO.  Umas das mais utilizadas é a de Shatzker, que divide as fraturas do Platô em 6 tipos, sendo os tipos IV, V e VI considerados de alto impacto.

 

 

Como é feito o tratamento? O tratamento pode ser de duas formas: conservador (sem cirurgia) ou cirúrgico. A escolha do tipo de tratamento vai depender principalmente da gravidade e de alguns parâmetros, como os 4 que citamos acima.

 

Como é feito o Tratamento Conservador? O tratamento conservador geralmente é indicado em fraturas com pouco desvio (<2mm), fratura fechada, sem síndrome compartimental e sem lesão vascular. Consiste basicamente no uso de órtese e restrições de carga. Deve-se manter a órtese fixa até a 3ª semana e iniciar movimentação progressiva, mantendo-se até 8 a 12 semanas sem carga.

 

Como é feito o Tratamento Cirúrgico? Na maioria dos casos, o tratamento é cirúrgico. A técnica a ser utilizada vai depender dos parâmetros de gravidade que já discutimos. Dependendo do tipo de fratura, pode ser necessária mais de uma cirurgia. Por exemplo, nas fraturas expostas e nas fechadas de alta energia, o fixador externo é uma conduta bastante útil no tratamento inicial. Nas situações de síndrome compartimental, é mandatória a realização de uma fasciotomia (procedimento para aliviar a pressão dentro da perna). Nos casos de lesão vascular, o reparo da artéria deve ser realizado. Dentre as principais técnicas empregadas, estão a utilização de placas, parafusos, fixadores externos e hastes.

 

 

Quais as possíveis complicações? Rigidez do joelho (joelho duro), infecção, síndrome compartimental, Pseudartrose (“osso não cola”), deformidade residual, necrose, Artrose (também conhecido como Osteoartrite), lesão neurovascular, Trombose, embolia, dentre outras.

 

Após a cirurgia, em quanto tempo retorno às minhas atividades? Logo após a cirurgia, o paciente já inicia a reabilitação fisioterápica. O plano de reabilitação é individualizado de paciente para paciente, pois depende da gravidade da fratura e das lesões associadas. Em média, o paciente após a cirurgia já pode mobilizar o joelho, todavia sem poder apoiar o membro fraturado no chão. Geralmente, a carga é liberada entre 8 a 12 semanas. Contudo, o retorno às atividades é muito variável, podendo ocorrer em 6 meses ou podendo demorar mais de 1 ano, nos casos graves.

 

Para mais informações navegue em nosso Blog, entre em Contato ou converse com seu Ortopedista. 

 


Compartilhe


Comentários

  • IVANIZE DA SILVA REBOUÇAS

    Prezado Doutor Diego, Minha Mãe de 66 anos teve fratura do platô tibial após uma queda na cozinha no dia 13/07/20, ficou internada por 15 dias tomando somente anti-coagulante, estava com muito inchaço e as bolhas na pele, ela estava aguardando cirurgia, mas devido a demora e sem data prevista para a cirurgia resolvemos tirá-la do hospital pois tivemos receio do surto de covid 19 e para continuar o tratamento de forma particular , o médico autorizou a alta e receitou anti - inflamatorios e analgesicos por 1 semana e proibiu carga na perna, desde então estamos tratando em casa, o inchaço diminuiu completamente depois de algumas semanas, ela inclusive tem andado de maneira cautelosa e precoce na minha opinião, iniciamos a consulta e iremos realizar uma nova tomografia solicitada pelo novo médico, mas ela está sentindo dores , a perna está esquentando muito e a pele está fina e brilhosa, a consulta será somente em dez/20...fico preocupada está muito distante o retorno....qual o seu comentário Dr?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Ivanize

      Em minha opinião vocês não deviam ter tirado sua mãe do hospital. Fraturas de platô tibial costumam ser fraturas de difícil consolidação (recuperação), carga (pisar) só deve ser feita se houver certeza que já existe calo ósseo formado no local da fratura. Quanto a esses outros sintomas, pode ser sinal de TVP (trombose venosa profunda), meu conselho é que vocês devem leva-la a um pronto socorro para ser examinada e fazer os exames próprios para ter uma diagnóstico mais preciso, o mais rápido que puderem. Boa sorte 

  • DANIELLE AMBROSINA DA ROCHA

    Boa tarde Doutor... Qual é o tempo ideal para se realizar a cirurgia no platô tibial para que não ocorra sequelas? No caso do paciente em questão ele sofreu o acidente dia 30/09/2020 e vai operar dia 06/10/2020... Grata pela atenção

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Danielle

      Qualquer tempo é tempo para consertar fraturas. O tempo certo é antes que o calo ósseo se forme e de forma inadequada, podendo deixar sequelas. Leva cerca de dois a três meses para o calo ósseo se formar, portanto, essa pessoa a quem você se refere vai fazer a cirurgia num tempo ainda adequado para uma recuperação adequada. Boa sorte para ele ou ela 

  • Daniela

    Dr boa tarde, seu material é excelente, parabéns. Meu caso é assim a 8 meses tive um fratura plato tibial e fui submetida a cirurgia com colocação de 2 parafusos, só consegui fazer fisio 3 meses após a cirurgia, e hoje me encontro assim joelho sem flexao e extensão, fraqueza no mid, tenho limitações para subir degrau, já tenho muitas dores nas costas ao ficar em pé, não consigo destribuir o peso do meu corpo para as duas pernas pq o mid não estende tenho macha claudicante com auxílio de moletas. Não abaixo nem para fazer minhas atividades normais de dona de casa e sinto dores todos os dias nas pernas inclusive na mie. Não retornei ao trabalho desde o acidente em março de 2020, até chegar ao trabalho preciso pegar 2 ônibus para ir dois ônibus para voltar, fica muito difícil para mim já te não consigo ficar muito tempo em pé e subi degrau. .O ortopedista me afastou por mais 115 dias. E notificação do cid m25.5 + m25.5 e t93.2, e me encaminhou para a previdência social. Quero sua opinião, como especialista também, esse cid possivelmente é definitivo. Eu estou passiva a uma incapacidade?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Daniela

      O medico assistente examina, diagnostica e emite laudo, mas o perito é quem define a incapacidade ou não relacionada a sua profissão. Por esses códigos, acredito que ele lhe encaminhe para reabilitação. Boa sorte

  • Fagner Dias Gomes

    Olá doutor. Voltei para agradecer o esclarecimento da minha dúvida, e elogiar pelo excelente blog e conteúdo que vc tem aqui, além de responder nossas dúvidas bem rápido! Meus parabéns!

    • Dr. Diego Ariel

      Valeu Fagner!  É muito bom ter nosso trabalho reconhecido. Foi um prazer. 

  • Marilia Santos

    Ola tudo bem?Fraturei o plato tibial meu tratamento foi conservador pois foi sem desvio.Fiquei 6 semannas com ortese liberam em 6 semans para fisioterapua e carga .Nao sinto dor e estou andando sem ajyda das muletas e normal issó acomtece mesmo pq meu atestado foi de 4 meses e eu me recuperei em 8 semanas. Marilia 38 anos Obrigada

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Marilia

      Que privilegio ter uma recuperação rápida, parabéns. O atestado é dado de acordo  com a media de tempo que a maioria das pessoas leva para se recuperar, se o seu trabalho não envolve a necessidade de agachamentos frequentes e nem carregar peso, você pode marcar uma pericia e solicitar retorno ao trabalho, se seu médico concordar com isso, naturalmente.  

  • Fagner Dias Gomes

    Olá doutor, ótimo dia! Tudo bem? Gostaria de tirar uma dúvida... Uma fratura da porção anterior do platô tibial lateral, com afundamento de 5mm da superfície óssea, seria um caso de tratamento conservador ou cirúrgico ? Desde já, agradeço respostas.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Fagner

      Ambas as opções são viáveis, existem várias considerações a serem feitas para indicar uma ou outra. Infelizmente, apenas com a informação de um laudo não se pode fazer a avaliação completa, necessário o exame fisico e outros exames. Espero ter respondido. 

  • Telma

    Dr. parabéns pelo material! Eu tive fratura do platô da tíbia tíbia tipo 1 e foi elegido o tratamento conservador com fisioterapia a partir da segunda semana o qual foi bastante exitoso. Na quarta semana já foi observado o calo ósseo e neste momento foi indicada a colocação de carga 50%, entre tanto, sinto dores e o joelho fica edemaciado. Existe algum tratamento além do gelo no local e esta situação normalmente permanece por quanto tempo. Obrigada pela atenção

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Telma

      Fratura óssea e dor são sinônimos. Na historia natural dessa patologia a dor e o edema e, por vezes, hematoma, são personagens do mesmo esquema. A tendência natural é de que com o tempo, essa sintomatologia vá amenizando, até desaparecer. A dor faz parte do processo, o tempo e as sessões de fisioterapia ajudam na melhora da mesma. Comece a pisar de leve e observe, o melhor termômetro pra saber se existe alguma complicação com uma fratura é a dor forte, se só sentir dor suportável , vá aumentando a carga . O osso demora cerca de dois a três meses para formar o calo ósseo e os sintomas associados demoram mais tempo para desaparecerem ( em torno de 6 meses a um ano).  A conduta é fisioterapia, analgésico uma dose extra de paciência .  

  • Hilmar Silva Ferreira

    Sofri acidente dia 19/03, operado dia 09/04 retirei o gesso dia 29/06, comecei a fisioterapia dia 01/08. A operação foi um sucesso, cicatrização ótima, minha perna não dobra,enrijeceu a patela, tendões. Como faço para movimentá-la , há algum caminho mais fácil e indolor.?? Agradeço ajuda e respostas. Obrigado

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Hilmar

      A dor faz parte do processo, o tempo e as sessões de fisioterapia ajudam na melhora da mesma. A movimentação ajuda na circulação sanguínea e drenagem linfática, ou seja, você precisa investir na fisioterapia para melhorar a sua mobilidade. A fisioterapia ajuda na recuperação dos movimentos e na melhora da amplidão da flexão e extensão articular, como também melhora o edema (inchaço) que se forma. Você demorou a começar a reabilitação. Não existe modo fácil e indolor para resolver o seu problema, existe muito trabalho e dedicação.  Enfim, você e seu fisioterapeuta serão responsáveis pela recuperação dos seus movimentos, mais você do que qualquer outro. Vá na fé e acredite 

  • Rayane Rodrigues de Almeida

    Boa tarde Dr. Me chamo Rayane tenho 26 anos. Durante 3 semana fiz exercício em casa na 4 semana comecei a sentir dores do lado do joelho. Aí procurei um ortopedista ele me pediu para fazer uma ressonância do joelho esquerdo. Fiz o resultado deu pequena fratura subcontrantral no plato tibial lateral com extenso edema ósseo e edema e edema partes moles adjacêntes sugerindo sobrecarga inicipente contropatia patelar. Pequeno cisto poplíteo. A única coisa que o médico passou para eu tomar o colágeno para fazer a fisioterapia não pula correr e nem subi e descer escadas. Só que aonde eu trabalho tenho que subir e descer escada mais de 80 vezes (trabalho no pet shop subindo cachorro). Conversei com a minha patroa para alguém subir e descer escada só que ela disse que não tem possibilidade de arrumar alguém. Para ajudar. Andei pesquisando e vi que tenho que ficar de repouso. Dr isso está certo? Preciso procurar outro médico? Me responda por favor. Obrigada

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Rayane

      Só com essas informações não tenho como avaliar adequadamente sua fratura. Usualmente, nos casos de lesão de platô tibial, costumo tirar a carga total por 6 semanas ( não pisar com o membro afetado) e começar a fisioterapia. Você vai precisar se licenciar para poder se recuperar dessa lesão

  • Michael Souza

    Doutor boa tarde... tenho traços de fratura na epífise tibial lateral, com edema da medular óssea e dos planos adiposos adjacentes. Patela tópica com joelho em extensão. Demais estruturas ósseas e cartilagens de revestimento sem alterações, meus meniscos medial e lateral sem alterações, ligamentos cruzados e colaterais íntegros e sem derrame articular... Fui em dois médicos... o primeiro me disse que eu não precisaria engessar imobilizar nem nada, aí me passou protena (colágeno) e ibubrofeno (pq eu sinto muita dor e fica inchado) aí comecei o tratamento e a fisioterapia só que não adiantava, estava na sexta sessão e continuava as dores e eu conseguia andar só que minha perna estava fraca as vezes eu pisava e perdia a força da perna direita que é a que está lesionada... fui no segundo médico e ele me disse que eu tinha que colocar gesso e estou agora com gesso e ficarei por 30 dias, que se não resolver provavelmente terei que fazer cirurgia... queria saber se é normal eu continuar sentindo dor e se o gesso por ser pesado me prejudica na hora deu me movimentar mesmo que com muleta e com a perna sem tocar o chão, e se era necessário eu ter colocado gesso, já que o primeiro médico disse que eu não precisava... e como é a cirurgia no meu caso, se vou precisar colocar parafuso e placa...

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Michael

      No caso dessa lesão que você sofreu, ambos o médicos tem razão, esse traço de fratura pode ser tratado  com ou sem gesso, a única coisa que você  não pode fazer de jeito nenhum é pisar, colocar carga no membro afetado.  

  • Estephânia Narciso Quieto

    Olá Doutor tive uma fratura no platô tibial conforme exemplo 2 só que mais fragmentada fiz cirurgia e foi colocada duas chapas conforme o primeiro exemplo só não tão comprida. Faz 75 dias já estou caminhando com uma única muleta e também sem as muletas. Só que tenho sentido dores do lado interno do joelho ao caminhar e incha bastante. Além do local ficar bem quente. Isso é normal? E o quê posso fazer para melhorar essa condição?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Estephânia

      A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. Embora o osso ja esteja consolidado, os sintomas associados demoram mais tempo para desaparecerem ( em torno de 6 meses a um ano), claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Tome cuidado com o aparecimento de febre e saída de secreção da ferida operatória, pode ser sinal de infecção, nesse caso procure um serviço de saúde o mais rápido possível. Agora é foco e força. Desejo-lhe uma boa recuperação.  

  • Margarete garcia

    Sofri um acidente de moto no dia 20/8/2019 foi uma luxação no joelho onde romperam os ligamentos passei por uma cirurgia para colocar uma fixacao metálica externa já se passaram mais de um ano e não consigo dobrar meu joelho quando forço nas fisioterapia dói muito mesmo assim faço quatro vez na semana no ultimo RX foi dia 2/8/20 onde relata Destacamento focal da cortical óssea na porção lateral do plateau tibial .Doutor o que esse resultado do rx significa ? Esse é normal demora tanto a recuperação nesse tipo de lesão ?Tem alguma cirurgia pra acelerar o ganho de movimento ?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Margarete

      Lesões multiligamentares são sempre graves e de recuperação lenta. Eu precisaria ver seus exames e fazer um exame fisico para dar uma opinião mais abalizada. Pelo seu relato você continua com lesão no ligamento, pode se preparar para levar muito tempo para se recuperar e, dificilmente, vai recuperar 100%. Sobre a cirurgia é como eu disse acima: precisaria de mais dados para poder dizer o que fazer. Voce fez Ressonância? Ela da uma medida da extensão e do tipo da sua lesão. Converse com seu ortopedista e veja suas possibilidades. 

  • Fabio

    Boa tarde Dr. Tive fratura no platô tibial fazem quatro meses.. e com mudança de temperatura para menos, tenho sentido dor, é normal e existe algum medicamento que possa ajudar? Desde já agradeço!

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Fabio

      É muito comum nessas fraturas, os pacientes se queixarem nas mudanças de temperatura, principalmente se houver utilizado material de síntese, tipo placa e parafuso ou haste. Um analgésico comum na dose adequada, normalmente resolve isso. 

  • Daniela

    Dr. Boa Noite, em 19 de março fiz cirurgia para correção de fratura plato tibial e avulsao de lcp, foi colocado 2 parafusos, comecei as fisioterapia apenas 2 meses e meio após a cirurgia, hoje faz 5 meses e ainda tenho muitas dores e limitações já estou caminhando mas com dificuldade e auxílio das moletas, perdi um pouco de estencao e flexão no mid. Não consigo ficar muito tempo em pé, pois já estou sentindo dores no quadril e nas costas, não consigo ficar muito tempo sentada pois a perna doe é fica inchada. Não abaixo para minhas atividades diárias, não consigo subir escada, se for pisar em terreno irregular é como se faltasse perna p pisar eu ando um pouco torta, sem contar q tenho dores nas pernas no joelho a sensação de formigamento e se eu pisar tipo num buraco eu sinto um choque no joelho como q vai esticar e não estica mais, eu estou com todas as minhas atividades diárias comprometida. É normal, ou é uma sequela? Desde então eu não retornei ao trabalho, é possível que eu volte ao normal, ou vou ficar assim?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Daniela

      Pela sua historia seu tipo de lesão foi muito grave. A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. O processo de formação do calo ósseo dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Depois da cirurgia a recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Como em qualquer lesão grave a possibilidade de sequela pode existir, mas só pode se afirmar o aparecimento de sequela pós o tempo que mencionei, e, às vezes, até depois desse período há relatos de recuperação. Agora é foco e força. Desejo-lhe uma boa recuperação.  

  • Denise

    Dr. Boa tarde , fraturei o platô tibial e tive rompimento nos ligamentos do joelho fiz uma cirurgia em julho e foi colocado 1placa e 3 parafusos além de ser reestruturado os ligamentos, fiquei de gesso 20 dias e tirei os pontos e foi colocado um mobilizador de joelho Blaice longo, tenho 3 semanas de cirurgia e em repouso, sinto o pé dormente e alguns choques na perna isso é normal ?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Denise

      A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. o processo de recuperação de fratura óssea dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Depois da cirurgia a recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Sua cirurgia é considerada uma cirurgia de grande porte, com lesões complexas. Perfeitamente normal os sintomas que você menciona. O que vai lhe ajudar na recuperação é a fisioterapia. A fisioterapia ajuda na recuperação dos movimentos e na melhora da amplidão da flexão e extensão articular, como também melhora o edema (inchaço) que se forma. Foco, força, fé e muita paciência é o que você vai precisar agora. Boa sorte 

  • Telma

    Dr. tive uma fratura do platô tibial 1 faz 5 dias.O médico me informou que o tratamento não era cirúrgico e sim conservador mas não colocou gesso nenhum tipo de imobilizador. Me disse que em oito dias iria reavaliar.Estou preocupada

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Telma

      Usualmente, as fraturas necessitam de imobilização para prevenir movimentos que possam retirar o alinhamento ósseo, mas existem exceções. Você pode estar nesse grupo de exceções. Como não lhe examinei e nem vi seus exames de imagem não me sinto à vontade para opinar sobre conduta. Evite carga na perna fraturada e espere pela reavaliação, aproveite e converse com seu médico sobre suas dúvidas. 

  • Caroline Bonifácio

    Boa noite Dr, Meu namorado sofreu um acidente de moto em abril de deste ano, teve fratura no platô tibial e fíbula acredito que grau 5, na primeira semana foi colocado o fixador externo em uma cirurgia de emergência mas na semana seguinte foi colocado o material de síntese (placa e parafusos). Ele teve a abertura da sutura, expondo 2 parafusos da síntese( isso logo no primeiro mês de operado), hoje com 16 semanas de operado estamos acompanhando semanalmente pra limpeza e curativos pra evitar infecção, uso curativos a base de carvão ativado e faço os curativos em casa em dias alternados, não tem nenhum tipo de secreção e o ferimento está completamente limpo, ele fez uma TC pra constatar se havia alguma infecção no material e não há, o médico falou que temos que manter limpo e fechado pelo maior tempo possível, já que na TC mostrou que a consolidação está iniciada porém é cedo demais para a retirada do material. O médico falou que o prazo mínimo pra lesão dele seria de 6 meses de recuperação não podendo colocar carga na perna, mas liberou para dirigir tem 2 semanas e fazer alguns exercícios, ele não sente dores e está com a flexibilidade do joelho normal, o que eu gostaria de saber é o seguinte, é normal manter um ferimento aberto por tanto tempo, já que a consolidação não está suficientemente “boa” pra retirada ? Com esse prazo de 16 semanas o osso já deveria mostrar uma consolidação completa ?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola  Caroline

      O maior risco de uma ferida aberta é a infecção. Sem ver o ferimento não posso dar uma opinião bem abalizada. Algumas vezes é o material de síntese que impede que o ferimento feche. As fraturas podem levar até seis meses para sofrer consolidação, portanto, seu namorado ainda esta no prazo de validade. Infelizmente, nos casos de fraturas, principalmente nas expostas há o risco de infecção, o que atrasa mais ainda a recuperação que já é longa por si só. Agora é se armar de muita paciência e determinação para vencer as etapas 

  • Giancarlo Alves

    Doutor quebrei planalto tibial grau 1 ponhei 1 placa e 6parafuso e fazem 5 meses fiz cirurgia e tem três meses de fisioterapia todos os dia só consegui dobrar o joelho até a 115 grau na posição sentado e 90 grau deitado de bruços e normal demorar assim é depois de tanto tempo assim consigo dobrar totalmente denovo me ajuda com informações

    • Dr. Diego Ariel

      Ola  Giancarlo Por principio as fraturas de platô tibial são graves. Costumo dizer que qualquer estrutura articular que sofre um trauma, jamais voltará 100% ao normal. A recuperação de tais estruturas depende muito do empenho do paciente, do foco e disciplina necessários durante a fisioterapia, da superação da dor durante as primeiras sessões. Enfim, você e seu fisioterapeuta serão responsáveis pela recuperação dos seus movimentos, mais você do que qualquer outro. A melhor maneira de recuperar os movimentos é com a fisioterapia. Por vezes, a articulação do joelho sofre um processo chamado artrofibrose, necessitando, as vezes, de manipulação cirúrgica. Converse com seu médico e veja as alternativas. Boa sorte 

  • ANTONIO GIL SOUSA GOMES

    Olá Dr. Meu nome é Gil Gomes Jr, tenho 29 anos e 105kg e fiz uma cirurgia recente de uma fratura no platô tibial nível 1 com a colocação de 2 parafusos, ah um mês, já fiz a retirada dos pontos com 15 dias e não precisei de fisioterapia pq meu médico disse que a recuperação tem sido boa e eu estou movimentando tudo perfeitamente. Oque eu não lembrei de perguntar pq todas as vezes que eu vou para consulta, por ser em hospital público, os atendimentos são muito rápidos e eu a gente termina esquecendo oque perguntar é que: Eu poderei voltar a fazer atividades de impacto como corridas e exercícios de academia com levantamento de peso? Os parafusos precisam ser retirados depois de um tempo? E um dos parafusos eu consigo sentir por baixo da pele, pq não é até com muito músculo ou carne próximo do joelho, isso é um problema? Grato e aguardo sua resposta.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola  Gil

      O osso depois de consolidado, tem a mesma estrutura de antes de ser fraturado, ou seja, uma vez recuperado o osso, você pode fazer seus exercícios sem nenhum problema. A principio, todo material de síntese deve ser retirado após a completa recuperação óssea, na pratica ele só é retirado se estiver causando algum desconforto ao portador. Sentir o parafuso sob a pele não é tão difícil, pois algumas áreas dessa região tem pouca musculatura. Boa recuperação 

  • João carlos

    Olá Dr boa tarde, gostaria de fazer um(as) pergunta(s). Eu fraturei o platô tibial proximal no dia 10/11/2019 e fui submetido a uma cirurgia no dia 18/11/2019, fique internado uma semana pra fazer exames e tomar medicação e eparina sodica kk( sei nem pra que é ), e o médico colocou 2 parafusos no platô. E eu ainda sinto umas dores no joelho quando tento dar uma corrida. E eu estava indo ao médico sempre que marcava pra fazer avaliação, e por conta da pandemia no fui mais desde março deste ano. E sobre a fisioterapia eu parei de fazer tbm , só conseguir fazer uma cessão de 10. E o médico que me operou disse que eu só poderia retirar os parafusos exatamente 2 anos depois da cirurgia. Me esclarece essas minhas dúvidas por favor. Desde já agradeço...

    • Dr. Diego Ariel

      Ola João Carlos

      A recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. A dor faz parte do processo, o tempo e as sessões de fisioterapia ajudam na melhora da mesma. O material de síntese serve para fixar e estabilizar a fratura, uma vez a fratura consolidada, ele pode ser retirado. Dois anos é um bom tempo para garantir que esse osso esteja totalmente recuperado. Espero ter ajudado 

  • MARA REGINA DE OLIVEIRA

    Doutor, devido a uma queda, fraturei a tíbia e a fibula (D) próximo ao tornozelo, bem como luxação. Fui operada para colocar uma chapa e 2 parafusos/ pinos. O fato ocorreu em 19 de maio, a operação no dia seguinte. Faço fisioterapia e hidroterapia. Já estou andando com carga total mas com auxílio de andador. Meu pé direito doi muito e incha quando ando, isto por um espaço pequeno. Minha dúvida é: quando irei andar sem sentir dores e sem que o pé fique inchado??? Agradeço sua atenção.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Mara

      A recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. A fisioterapia ajuda na recuperação dos movimentos e na melhora da amplidão da flexão e extensão articular, como também melhora o edema (inchaço) que se forma. Você ainda esta na janela de recuperação, o tempo e seu empenho na fisioterapia é que vão determinar quando você vai conseguir andar sem dor e sem edema. Boa recuperação. 

  • Henrique E. Lima

    Olá, Doutor Tenho 50 anos, sexo masculino, não fumante. Em fins de abril, tive uma fratura cominutiva no Platô Tibial classificada como Schatzer 6, bem como fratura da fíbula. Houve fratura exposta com perda óssea, mas os tecidos moles não foram atingidos, e fratura não chegou a danificar a articulação (a "ponta" do osso rachou, mas não dilacerou, e o joelho está móvel e sem dor). No dia 6 de maio, uma cirurgia instalou um Ilizarov para a fratura cominutiva, e UM parafuso foi usado para fixar o platô. A fíbula não foi mexida. Dois meses depois, uma nova cirurgia foi feita para o enxerto ósseo (originado no quadril). Agora, 3 semanas depois, cirurgia parece ter sido bem sucedida, mas os médicos ainda não afirmam com certeza de que o enxerto "pegou", pois parece que ainda é cedo para isso. Minhas perguntas são: 1. É normal não mexer na fíbula? Ela está um pouco desalinhada, mas já apresenta sinais de consolidação. Ela vai ficar torta mesmo? Meus médicos acham que a fíbula é um osso sem importância, mas sinceramente não sei. 2. Eu sei que muita coisa pode dar errada, mas se não houver infecção e o enxerto ósseo for bem sucedido, qual costuma ser a previsão para a consolidação de uma fratura dessa gravidade a partir de agora? Em outras palavras, quando posso sonhar em tirar o Ilizarov? Agradeço qualquer ajuda que puder me dar aqui. Obrigado!

    • Dr. Diego Ariel

      Ola  Henrique

      Pelo seu relato as coisas estão caminhando dentro do previsto e da normalidade. Respondendo às suas questões: 1- A fíbula só é responsável por 10% da carga no membro inferior, portanto, não vale o risco de uma cirurgia para corrigi-la, e ela consolida-se per se; 2- o tempo do Ilizzarov depende da sua recuperação e do ganho ósseo, esse tempo pode variar de 6 meses a um ano. A sua foi uma fratura considerada extremamente grave e, pelo que você comenta, a articulação esta boa, isso é uma boa noticia. Desejo uma boa recuperação para você. 

  • Ellen

    Oi, dr. Primeiramente gostaria de agradecer pelos esclarecimentos. Estou operada há 10 meses de uma fratura do platô tibial cominutiva, fiz enxerto tbm, com uma placa e 5 parafusos. Fiquei 100 dias sem carga e aos poucos fui fazendo a fisio e retomando os movimentos. Já estou com quase todos movimentos do joelho, mas me agacho e sinto dores, tbm ao andar ou qdo fico em pé por um período maior q 30 min. Ainda não recuperei a massa magra do quadríceps e gostaria de saber se em casos assim, poderei um dia parar de sentir dores, voltar a correr ao menos 15 min e pular para fzr exercícios. Eu tinha a vida ativa e temo não poder mais fzr essas simples coisas. Muito obrigada de antemão.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Ellen

      Costumo dizer que qualquer estrutura articular que sofre um trauma, jamais voltará 100% ao normal. A recuperação de tais estruturas depende muito do empenho do paciente, do foco e disciplina necessários durante a fisioterapia, da superação da dor durante as primeiras sessões. Enfim, você e seu fisioterapeuta serão responsáveis pela recuperação dos seus movimentos, mais você do que qualquer outro. Vá na fé e acredite. Fixe-se nesses atletas que sofrem lesões, muitas vezes graves, e voltam a competir em nível profissional.  

  • iran

    fiz uma cirurgia tem 17 dias , ainda não tirei os pontos , no raio x tem apenas 1 parafuso igual na imagem dois desse post , gostaria de saber oque isso quer dizer , pois o raio x só dar pra ver 1 parafuso .. eu não sei que grau eu sofri a fratura .. mim ajude por favor estou muito preocupado . muito obrigado.. que Deus vos abençoe..

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Iran

      A quantidade de material usado numa fratura não é preditor de gravidade. Via de regra menos material, significa menos área fraturada. Se colocaram apenas um parafuso em você, é porque você só precisava desse material para fixar esse osso quebrado, depois é esperar que o osso se recupere. Fique tranquilo, agora a recuperação esta nas suas mãos, siga as instruções do medico e da fisioterapia e suas chances de cura são altas. Boa sorte 

  • Lenice braga

    Ola Dr Diego meu nome e lenice ,meu noivo fez um cirurgia do platô tibial tem 1 mês e 3 semanas , seu médico ainda não autorizou as terapias , ele enche os pés normal, o joelho , mais quando fica de pé a perna fica roxa , e sente uma grande pressão na perna inteira ,isso é normal?

  • Andréia Melchioretto

    Ola Dr. Eu fraturei o platô tibial mais 2 x a tibia e mais 1 x a fibula, fiquei 7 dias com fixador externo e após 2 placas e 9 parafusos, fazem 6 meses da minha cirurgia, fiz 50 sessões de fisio e tenho muita dor ainda na canela e no joelho, gostaria de.mais uma opinião médica, eu ainda ando mancando... será mais problema ou posso ainda recuperar meus movimento?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Andreia

      A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. A sua foi uma fratura considerada grave. Depois da cirurgia a recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Fratura óssea e dor são sinônimos. Na historia natural dessa patologia a dor e o edema e, por vezes, hematoma, são personagens do mesmo esquema. A tendência natural é de que com o tempo e a fisioterapia , essa sintomatologia vá amenizando, até desaparecer. Agora é foco e força. Desejo-lhe uma boa recuperação.  

  • Yone P

    Boa noite Dr. Diego, tenho uma dúvida, fraturei o platô tibial tem 4 meses, desses 2 foram com gesso e já estou a 2 meses fazendo fisioterapia, aproximando das 20 sessões,porém, ainda não consigo andar sem sentir bastante dor e sem apoio, sem falar que quando fica sentada o joelho vai inchando muito e piora as dores, isso tudo é normal? Não foi preciso eu fazer cirurgia

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Yone

      Geralmente fraturas do platô são graves, pois são fraturas articulares. Como foi optado pelo tratamento sem cirurgia (conservador) é provável que sua fratura não tenha desvio... Mesmo sem desvio a fratura requer atenção e é comum ocorrer dores e inchaço (edema), sobretudo nos 6 primeiros meses de fratura ... tipicamente essas alterações melhoram com o tempo e com a reabilitação fisioterápica...  Até lá, repouso e assim que seu ortopedista liberar, intensifique a fisioterapia...

      Boa sorte

  • Everton Ferreira

    Oi bom dia Dr. Eu fraturei a perna direita em 2015 fratura na parte superior do joelho ficando a minha patela divida em 2 partes, mas graças a Deus eu consigo andar e recuperei mais de 90% do movimento da perna ficando também a articulação reduzida, mais a perna continua fraca e com alguns estralos no joelho ao movimentar. Quando foi agora dia 25 de maio de 2020 tive outro acidente e fraturei o platô tibial da perna esquerda grau 6, fiquei 2 semanas internado utilizando o fixador externo até a cirurgia, sendo colocado 15 parafusos em minha perna, e 2 cortes cirurgicos um do lado esquerde outro no lado direito da perna esquerda. Bom queria saber de vc se no meu caso eu ainda vou conseguir andar sem apoio digo moletas ou vc acha que eu vou ter que ficar usando moletas a vida toda?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Ewerton

       Sua história traumatológica é cheia de emoções. Se o seu diagnostico foi um Schatzker 6, dificilmente você vai recuperar a movimentação plena do joelho. Nunca uma fratura em região articular vai voltar 100% ao normal, como Deus fez não mais, nem mesmo uma lesão simples, numa lesão mais complexa a situação é ainda pior. Mas, na historia da medicina e da humanidade, muitos impossíveis ja aconteceram. Invista na fisioterapia, ela vai ajudá-lo na recuperação muscular e óssea. Acredite em você e na sua força. Espero ter ajudado. Boa sorte  

  • Tânia Regina Baratieri

    Olá Doutor! sofri uma queda de plano baixo e tive uma fratura na crista da tíbia, joelho esquerdo. Existe a possibilidade de cicatrizar o osso, sem fazer a cirurgia?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Tania  

      O processo de recuperação de fratura óssea dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Existe muitas variedades de fratura, e o osso quase sempre se consolida, independente de cirurgia ou não. A questão é como ele vai se recuperar, torto? Para que uma fratura se consolide corretamente é necessário que ela esteja bem alinhada e que as pontas de uso se toquem, para criar a ponte óssea e que fique imobilizada até a recuperação completa. Então, minha resposta para você é sim, o osso pode se recuperar sem cirurgia  

  • Franciele

    Olá Dr. Diego Me chamo Franciele tiver recentemente um acidente de moto meu caso é mais parecido com número 6 . O médico q fez minha cirurgia falou q eu iria recuperar apenas 30% do joelho, pq meu joelho ficou destruído e quebrou o fêmur também. Gostaria de saber se tem como reverter esse caso e recuperar mais que 30% da movimentação do joelho ?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Franciele

      Se o seu diagnostico foi um Schatzker 6, dificilmente você vai recuperar a movimentação plena do joelho. Nunca uma fratura em região articular vai voltar 100% ao normal, como Deus fez não mais, nem mesmo uma lesão simples, numa lesão mais complexa a situação é ainda pior. Mas, na historia da medicina e da humanidade, muitos impossíveis ja aconteceram. Invista na fisioterapia e acredite em você e na sua força. Espero ter ajudado. Boa sorte 

  • Gabriela Dreher

    Boa tarde! Sofri uma fratura no platô tibial há 7 semanas grau 4, fiz cirurgia, e já estou na fisioterapia colocando carga parcial! Estou muito bem, e acho que a minha recuperação está sendo um sucesso! Estou escrevendo para que as pessoas não desanimem! Só fazer o certo do tratamento que não tem erro! Siga a orientação do médico responsável! Um abraço! Adorei a matéria! Parabéns!!

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Gabriela    

      Agradeço sua  participação, muito importante testemunhos positivos para mostrar que a recuperação é possível . Que você possa voltar a ativa logo. Valeu 

  • Daniela

    Olá dr, tudo bem... A 3 meses Sofri uma fratura tipo 4, passei 16 dias com a perna direita imobilizada aguardando cirurgia, estou com 2 meses de cirurgia. Demorei um pouco p fazer fisioterapia por conta da pandemia, estou fazendo alguns exercícios em casa, apesar de já ter ganhado uns movimentos, não consigo esticar bem a perna toda sinto dor suave, não tenho força p caminhar, não tenho estabilidade no membro e o joelho não flexiona é rigido, é normal?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Daniela  

      A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. A fisioterapia ajuda na recuperação dos movimentos e na melhora da amplidão da flexão e extensão articular, como também melhora o edema (inchaço) que se forma .O processo fisioterapêutico, inicialmente, é doloroso, dor essa que melhora com a evolução. Todos esses sintomas citados por você, são perfeitamente normais, a tendencia é irem desaparecendo com o tempo e com a intensificação da fisioterapia. Agora é foco e disciplina para a recuperação. Boa sorte 

  • Thuane Monteiro

    Olá, sofri fratura do platô tibial tipo 5 há 1 ano, já consigo andar porém mancando e ainda sinto muita dor msm fazendo fisioterapia, e só consigo dobrar 90 graus,seria o caso de procurar o médico novamente?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Thuane

      A recuperação em fraturas articulares é lenta e exige muito esforço e dedicação. Nunca uma fratura em região articular vai voltar 100% ao normal, como Deus fez não mais. O arco fisiológico do joelho é de 90 graus, o resto é ganho. Uma das complicações mais frequentes pós fraturas em região articular é a artrose, você pode estar desenvolvendo essa patologia. Você deve procurar ajuda especializada, não para tratar a fratura, que já está resolvida, mas a sequela que, talvez, você esteja apresentando. Boa sorte. 

  • Mariana

    Boa noite, Dr Diego Um familiar sofreu um acidente e teve uma fratura do platô tibial + síndrome compartimental, no primeiro momento ele fez a cirurgia pra fazer a descompressão e tratar a síndrome compartimental. Nesse caso nos surgiram algumas dúvidas, em média até quanto tempo pode levar até a próxima cirurgia pra tratar da fratura e, devido a síndrome, é normal que nesse intervalo de cirurgias o membro fiquei muito roxo e inchado? Além disso, devido a síndrome pôde-se considerar que a recuperação é mais lenta? Parabéns pelo material, é muito esclarecedor Me ajudou muito a entender essa situação (enquanto leiga rs)!

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Mariana

      Inicialmente, é necessário esperar que a pele se recupere para se fazer o procedimento ósseo, portanto, não da para prever o tempo para a próxima cirurgia. Devido a essa complicação sofrida o tempo de recuperação vai ser mais longo. No processo do trauma alguns vasos sanguíneos são lesionados e , ocasionam esses sintomas que você relata, a medida que eles forem se recuperando essas manifestações irão desaparecer, até lá ele vai conviver com isso. A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. Nessa fase paciência e dedicação são fundamentais.       

  • Armando Braga assunção

    Olá doutor boa tarde, operei o platô tibial lado direito há 5 dias, tô sentindo muita dor e sinto muita pressão na perna. Ainda não fiz nada de fisioterapia, meu pé e meu joelho estão inchado, já posso fazer fisioterapia.? Também foi colocado uma calha na parte de baixo da perna, quando o médico me deu alta ele me disse o tem para tirar essa calha, mais esqueci e não tenho contato com ele, queria saber se já posso tirar pois está incomodando muito.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Armando

      o processo de recuperação de fratura óssea dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Sua cirurgia ainda é muito recente, portanto, seu osso ainda esta em processo de consolidação Edema e dor fazem parte do pacote. A fisioterapia vai ajudar a melhorar essa sintomatologia, mas nessa fase você só poderá fazer calor e gelo, nada de movimentos. Mantenha o membro elevado (acima do nível do coração) para facilitar a drenagem sanguínea. Pode tirar a tala, vai lhe dar mais conforto. Paciência é fundamental para atravessar esse período. 

  • André goudard

    Olá Doutor sofri um acidente de moto e quebrei o platô tibial tipo 4 na perna direita coloquei duas chapa e 10 parafusos.ja faz 4 meses que fiz a cirurgia porém ,devido a pandemia não consegui fazer fisioterapia ja consigo andar sem moletas mas a perna incha demais ,sinto muitas dores e não consigo dobrar a perna.sinto dores na canela e tornozelo (tipo umas fisgadas) e na lateral oposta ao lado que operei.Devido a isso o que o senhor me aconselh a fazer pois sinto muita dor.

    • Dr. Diego Ariel

      Ola André

      A recuperação pós trauma ósseo é demorada e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. Pelo tempo que você disse que sofreu a fratura, ja  é para existir uma  consolidação óssea, A movimentação ajuda na circulação sanguínea e drenagem linfática, ou seja, você precisa iniciar a fisioterapia para melhorar a sua mobilidade, existem alguns exercícios que você pode fazer em casa mesmo. A fisioterapia ajuda na recuperação dos movimentos e na melhora da amplidão da flexão e extensão articular, como também melhora o edema (inchaço) que se forma .O processo fisioterapêutico, inicialmente, é doloroso, dor essa que melhora com a evolução. Tente conversar com seu ortopedista e com algum fisioterapeuta que possa lhe dar algumas orientações sobre isso. Não demore, pois o tempo é crucial para evitar uma artrose nessa articulação. Força e foco é o que lhe desejo 

  • Daniel

    Boa noite. Operei o platô tibial faz um mês e meu pé ainda incha quando coloco a perna para baixo. Isso é normal?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Daniel

      o processo de recuperação de fratura óssea dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Você ainda esta nessa janela de tempo, portanto, seu osso ainda esta em processo de consolidação Edema e dor fazem parte do pacote. A fisioterapia vai ajudar a melhorar essa sintomatologia. Nessa fase paciência e dedicação são fundamentais. Boa recuperação.

  • Bárbara

    Olá boa noite doutor, eu operei o platô tibial da perna esquerda no dia 28 de abril e foi colocado placa e parafuso, porém desde que quebrei só sentia dores na canela e no tornozelo, e agora após cirurgia, o que me preocupa é que perdi o momento do pé na parte de cima, só consigo mexer para os lados e para baixo, acima do pé está como se estivesse dormente, não sinto nada. Queria saber se é normal. (Após a cirurgia me recomendaram não fazer força e nem apoiar a perna operada no chão e ainda estou seguindo a recomendação até o próximo retorno que será no dia 2)

  • João Gustavo Cardoso de Freitas

    Boa noite Dr:sofri um acidente de moto no qual o médico me disse que fiz uma fratura de plato tibial conservadora,usei uma tala por determinação do mesmo, já estou na decima sessão de fisioterapia e meu joelho limitou em 90°.Meu joelho vai voltar a dobrar normalmente?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Joao Gustavo

      Você não me disse quando foi seu acidente.Usualmente, o processo de recuperação pós trauma ósseo é demorado e exige do paciente muita dedicação, e as fraturas em regiões articulares são mais preocupantes. O tempo mínimo para consolidação óssea é de cerca de 2 meses. O arco fisiológico do joelho é de 90 graus, eu diria que sua recuperação esta sendo muito boa, agora com mais sessões fisioterápicas a tendência é só aumentar ainda mais seus movimentos . Boa sorte  

  • Adilson Gonçalves Gama

    Boa tarde Doutor! Fiz uma ressonância magnética e deu o resultado... "Extensa área de edema medular ósseo no platô tibial medial anterior, sem rotura da cordical, provavelmente relacionada microfraturas pelo mecanismo de trauma." Pode ser grave doutor?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Adilson

      O processo de recuperação de fratura óssea dura em torno de 2 (dois) meses, variável de pessoa para pessoa. Com esse diagnostico, a conduta é repouso e não pisar, devido ao risco dessas microfraturas se tornarem uma fratura de fato. Não se preocupe, com os cuidados adequados seu osso vai se recuperar. Boa sorte 

  • Bárbara

    Também sinto dores na canela e tornozelo (tipo umas fisgadas) e na lateral oposta ao lado que operei, seria normal também?

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Barbara

      Embora, você não tenha colocado muitas informações na sua mensagem, deduzi que você teve uma fratura de platô tibial, não sei o tempo que faz da sua fratura. Usualmente, o processo de recuperação pós trauma ósseo é demorado e exige do paciente muita dedicação, e as fraturas de platô tibial são mais preocupantes. A recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Agora é foco e força. Desejo-lhe uma boa recuperação.  

  • Danngelo

    Ola, sofri um acidente, fui submetido a um procedimento cirúrgico, colocado uma placa na lateral da tíbia 4 parafusos na cabeça “platô” tibial, e a tíbia em si quebrou no meio “ficou dividida igual bambu (sentido figurado) ” até no meio da canela e uma parte que ficou separado teve outra fratura que tbm seria da parte do platô pra baixo, ao total colocado 11 parafusos, o médico falou que perdi cartilagem durante o procedimento, e disse que o platô foi a mesma coisa que “pegar um copo de vidro de jogar no chão” de tanto que quebrou! sei que foi gravíssima a cirurgia, porém gostaria de saber quanto tempo aproximadamente é a reabilitação? Já sabendo que cada paciente reage de uma maneira. Sou tec de enfermagem, trabalho em UTI, gostaria de saber tempo aproximadamente que posso voltar às minha atividades se tudo ocorrer bem. Obs: tenho 23 anos. Grato!

    • Dr. Diego Ariel

      Ola Danngelo

      O processo de recuperação pós trauma ósseo é demorado e exige do paciente muita dedicação. As fraturas articulares exigem ainda mais. Usualmente, as fraturas de platô tibial são mais preocupantes. A recuperação desse tipo de fratura gira em torno de 6 meses a um ano. Claro que isso é uma estimativa que depende de inúmeros fatores: disciplina para a fisioterapia, capacidade de recuperação do organismo, entre outros. Agora é foco e força. Aproveite e converse com seu medico para uma melhor avaliação. Espero que você supere os problemas e tenha uma boa recuperação. 

  • Cristiano Torres

    Fiz uma cirurgia no platô tibial a 1 mês e 8 dias , é normal sentir a perna lesionada um pouco quente ??

    • Dr. Diego Ariel

      OLa Cristiano  

      O processo de cicatrização é uma especie de inflamação, o que ocasiona um aumento de temperatura na região. Só não é normal se  alem do calor aparece uma área mais avermelhada que vai aumentando com o tempo e surge dor , ai pode ser que o processo esteja evoluindo para uma infecção. Nesse caso você deve procurar ajuda medica. Espero ter ajudado . Fique bem.  

  • Wellson Almeida sos Santos

    Dr. hoje tem 10 dias que operei do platô Tibial (E), em 2 ponto começou a sair sangue escuro. ai para, E normal isso ? O devo me preocupar?

    • Dr. Diego Ariel

       Olá Wellson  

      O processo de recuperação pós trauma ósseo é demorado e exige do paciente muita dedicação. Pequenos sangramentos são esperados até duas semanas após o procedimento. Se você observar um aumento do conteúdo e a mudança de coloração ou odor fétido, aconselho que procure os serviços do especialista para que ele possa investigar as causas.

      Espero ter lhe respondido. Fique bem 

  • Rafaela

    Quebrei o platô fazem 6 meses coloquei uma placa e 4 parafusos. Gostaria de saber se é normal sentir dores depois de tanto tempo. Também quero saber qual tipo de material é usado nas placas, pois o médico disse que não Colocou a placa de titânio e que preciso tirar após um ano.

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Rafa...

      Toda fratura articular é grave, principalmente as do platô e as do pilão tibial...

      Em média, o osso demora cerca de 2 meses para consolidar... e depois vem a reabilitação fisioterápica, que pode variar de 4 a 6 meses, de acordo com o padrão de gravidade de sua fratura e com sua dedicação nas sessões de fisioterapia... Em muitos casos, de acordo com a gravidade da fratura, pode morar até 1 ano ou mais para recuperação... depois desse período, caso não tenha melhora, podemos começar a pensar em uma complicação frequente em fraturas articulares, que é a artrose pós traumática...

      Quanto ao material, os mais comuns utilizados são o aço e o titânio... 

      Em teoria, é prudente retirar o material de síntese após 1 ano...  não vejo nenhum problema na conduta do seu médico...

      Boa Sorte.

  • Diego Augusto Rolo Azevedo

    Boa noite, Dr. Diego. Quanto tempo (no mínimo) após cirurgia do platô tibial o Sr. Recomenda volta à atividade física, especialmente a corrida, do qual sou adepto? Grato

    • Dr. Diego Ariel

      Oi meu xará...

      Naturalmente, eu precisaria de muitos outros dados, para lhe dar uma resposta bem embasada. No retorno a uma atividade física de impacto, como é a corrida, deve haver a consolidação da fratura ( o osso deve estar “colado”, com um calo ósseo bem estruturado) para que não haja risco de refratura. A consolidação leva, normalmente, cerca de 6 semanas. Depois deve-se iniciar o processo de reabilitação e fisioterapia. Usualmente, essa fase dura de 4 a 6 meses.

      Mas como eu disse acima, tudo depende de vários fatores que podem interferir nessa avaliação.

      Boa sorte.

       

  • Heder candido da silva

    Oi doutor aqui eu heder vier aqui seus esclarecimentos ....doutor fixo uma cirugia de reducao do plato tibial e coloquei placa mas cinco parafuso cirugia tipo 1 .....dia 18 .02. 20 fez cinco meses da cirugia porem consigo andar mas as vezes sinto dores só posso fazer exercícios de carga com seis meses quando ando mais de um km sinto dores ....gostaria d saber se depois dos seis meses Quando voltar a poder fazer exercícios d eempático dores somem e vou poder voltar a correr.....pois hj ISO e quase impossível. Doutor....

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Heder

      Naturalmente, eu precisaria de muitos outros dados, para lhe dar uma resposta bem embasada, precisaria lhe examinar e ver seus exames de imagem para poder fazer uma avaliação adequada. Quanto mais grave o padrão da fratura, maior a chance de complicações  e mais longo o tempo para retornar as suas atividades físicas. Toda fratura articular leva um risco adicional de artrose pós traumática. 

       No retorno a uma atividade física de impacto, como é a corrida, deve haver a consolidação da fratura ( o osso deve estar “colado”, com um calo ósseo bem estruturado) para que não haja risco de refratura. Tipicamente, com a reabilitação fisioterapica, as dores tendem a melhorar, isso acontece, comumente, entre 4 a 6 meses, podendo levar até um ano . Mas como eu disse acima, tudo depende de vários fatores que podem interferir nessa avaliação.

      Boa sorte.

       

  • FABIANNO SOARES FERNANDES PRATES

    Boa Tarde Dr.,minha mãe (47 anos) sofreu um acidente de moto e fraturou o platô tibial tendo do tipo 5,com isso fizeram o uso do fixador,chegaram a marcar pra ela a cirurgia para colocar as placas que segundo o ortopedista seriam duas porém na região aonde houve a fratura as escoriações infeccionou tendo aguardar a cura da infecção assim se passando quase dois meses (ela deu entrada no dia 06/02 até hoje 24/03) com o fixador na perna,marcaram a cirurgia pra ela hoje porém na hora analisaram o raio x dela (tirado no dia 23/03) e chegaram a conclusão de que não é necessário a cirurgia mais,pois o osso estaria colando.Eu gostaria de saber do Sr, se a recuperação dos movimentos é melhor do que ela tivesse feito a cirurgia,se o tempo de recuperação é menor e se pode gerar alguma deformidade na região devido a formação do calo ósseo que prejudique o movimento de dobrar o joelho. Desde já um forte abraço pro Sr. e obrigado por compartilhar e tirar a duvidas de pessoas comuns como eu.

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Fabianno 

      Tipicamente a consolidação ocorre em torno de 4 a 6 semanas, podendo demorar mais de acordo com o paciente e com a fratura...

      Os procedimentos cirúrgicos servem para dar mais estabilidade enquanto o osso consolida...

      O caso da sua mãe é atípico, pois ocorreu uma infecção... daí, por segurança optou-se por aguardar... Um infecção é sempre desastroso, principalmente depois de uma cirurgia... 

      Assim, se ela teve a sorte de consolidar antes da segunda cirurgia, graças a deus...

      Agora é investir na fisioterapia e reabilitar... a reabilitação que é um dos grande divisores de águas no tratamento...

      Se não formou calo grande até agora, dificilmente formará depois...

      Até lá repouso e siga as recomendações do médico dela... Boa sorte

  • Marcela

    Boa tarde. Fiz a cirurgia de plato tibial nível 5, após 6 semana foi constatado que vou ter que tirar 2 parafusos pois estão grandes e me fazendo sentir dor do lado. Após a retirada, quanto tempo mais ou menos para recuperacao? E qual risco de se tirar o parafuso

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Marcela...

      Caso já tenha ocorrido a consolidação da fratura, o retorno é quase que imediato...

      O risco é como qualquer outra cirurgia: infecção, síndrome compartimental, Pseudartrose (“osso não cola”), deformidade residual, necrose, lesão neurovascular, Trombose, embolia, dentre outras...

      Mas se está atrapalhando, confie nos seus médicos e retire...

      Boa sorte...

  • Debora Gravino de oliveira

    Fiz uma cirurgia de plator da tibia 5 parafusos e 1 placa já fiz 7 fisio e estou com bom andamento ...joelhos ......pernas dobrando tudo na medida necessário pro tempo ....pouca dor ....mais sentir meu joelho pra dentro tipo ....volgo.....com quanto tempo consigo saber realmente se fiquei com esse desvio já comecei a faser fixação de joelhos e canela ....E cedo pra saber sobre isso ainda ?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Debora...

      Geralmente depois que terminar de ocorrer a consolidação, que gira em torno de 2 meses...

  • EMANOEL Victor

    Boa noite Dr Diego. Fiz uma cirurgia da tíbia fíbula da perna direita. Passei 30 Dias com a tala e a perna ficou dura. Não consigo dobrar a perna. Fiz 10 sessão de fisioterapia mais não consigo dobrar a perna. Será que eu posso forçar em casa pra dobrar a perna

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Emanoel...

      Não recomendo fazer nada por conta própria.. sugiro realizar mais sessões de fisioterapia.... Sempre o ideal é está acompanhado com o profissional ...

  • Greyece

    Ola cai em um degrau de escada fiz uma ressonância o laudo aponto fratura metafisaria proximal da porção medial da tíbia com estenso edema osseo associado será q nescesito de cirurgia

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Greyece...

      A indicação da cirurgia vai depender do traço de fratura e do desvio, ou seja, o padrão ....

      Fraturas com pouco desvio respondem bem ao tratamento conservador (sem cirurgia)

      Só pelo que você descreveu não é possível te afirmar... precisa te examinar e ver as imagens ...

  • Dheyse

    Ola dr. meu esposo fez uma cirurgia de plator tibial ha 8 dia..ele sente fortes dore..onde é controlada por meficações amalgesicas fortes..é normal essas dores constante?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Dheyse..

      Cirurgias do platô tibial são grandes, sendo bastante comum essas dores...

      Caso não consiga controlar com medicação, sugiro retornat ao seu médico ou ir no pronto-socorro...

      Boa sorte.

  • Thiago

    Outra coisa posso usar refocina?sou do interior do Ceará e minha sogra falou que era bom lava com aurueira posso fazer isso

  • Thiago

    Oi doutor tá com um seis dias que eu fiz a cirurgia de pato tibal e tem um ponto que tá sangrando e normal

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Thiago.

      Depende do tempo de cirurgia...

      Nos primeiro dias é normal a saída de um pouco de sangue... depois de 2 semanas já não é tão normal assim...

      Evite ficar usando substâncias que pode agredir a ferida... Gosto muito da sabedoria popular, contudo muitas dessas práticas não tem embasamento científico...]

      Caso não pare de sangrar perto de 2 semanas procure seu ortopedista...

  • Angelina

    Olá Dr. Diego! Tenho 26 anos e sofri um acidente que resultou em fratura no platô tibial do tipo 1 e luxação do joelho. Passei inicialmente por uma cirurgia para colocar imobilizador externo e após oito dias fui operada novamente, sendo colocados 4 parafusos para correção da fratura. Um dos médicos que me acompanhou mencionou que devo fazer uma outra cirurgia para reconstrução dos ligamentos, mas que a preocupação inicial era com a fratura. Sendo assim, após a cirurgia que colocou os parafusos fiquei sem dobrar a perna por 3 semanas. Após esse período tive retorno com o cirurgião e fui liberada para mobilização cautelosa da perna, com restrição de peso. Tenho tentado dobrar o joelho em casa, mas os movimentos estão bem limitados e sinto uma dor aguda e forte no meio do joelho quando tento forçar um pouco mais. A fisioterapia, de acordo com o meu ortopedista, será liberada no próximo retorno, que ocorrerá em 75 dias após a cirurgia. As minhas dúvidas são: em alguns casos é aconselhado essa demora mesmo para liberar a fisioterapia? Essa dor que sinto ao tentar dobrar o joelho também pode ser esperada? Quando sinto a dor devo continuar forçando ou é melhor respeitar o meu limite? A dor ao tentar dobrar o joelho vem da fratura, por tentar forçar onde foi quebrado, ou pode ser outra causa? Em relação a outra cirurgia para reconstrução dos ligamentos ela deve ser feita após recuperação da fratura ou já poderia ter sido realizada? Desde já, agradeço pela atenção!

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Angelina...

      Primeiramente, sem te ver e te examinar é complicado eu tecer um opinião assertiva... mas vamos lá....

      1- O início da fisioterapia vai de acordo com o que o médico que fez a cirurgia ache seguro, não existe um tempo preconizado...

      2- Toda fratura dói, principalmente se tiver outras lesões associadas...

      3- Respeite seus limites, sempre...

      4- Pode ser da fratura, de outras lesões ou dos dois...

      5- A priori, tem que se diagnosticar quais ligamentos foram comprometidos... um bom exame complementar para tal finalidade é a ressonância magnética.. tipicamente a reconstrução ligamentar ocorre em um segundo plano, após o tratamento das fraturas...

      Qualquer dúvidas estamos às ordens.

      Boa sorte..

  • Priscila alexandra

    Olá Dr Tive uma grave fratura no platô tinham 2 placas 8 parafusos Meu joelho ainda estar bastante inchados tirei os pontos hoje e sinto muitas dores O médico me passou 10 secoes de fisioterapia mais não consigo dobrar o joelho Será que vai me prejudicar não fazer por q ta inchado e dolorido estou desesperada com medo de a perna ficar dura

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Priscila.

      Toda fratura de platô tibial é considerada grave... algumas mais graves de que as outras...

      Mesmo depois da cirurgia, um etapa fundamental é a reabilitação fisioterápica...

      É um processo demorado e muitas vezes doloroso... mas tem quer ser feito...

      No começo é bem difícil... mas com dedicação e força de vontade os resultados aparecem... mas tem que fazer..

      Depois converse com seu ortopedista quando poderá intensificar a fisioterapia...

      Boa sorte

  • Bruno Ferreira

    Boas doutor Ariel, faturei o prato da tíbia e fui operado a 8 dias, da quia mais 8 dias vou tirar os pontos , levei 3 parafusos só e não levei placa. Quanto tempo para andar sem tala agora? É quando posso voltar a trabalhar sem ter muletas?

    • Dr. Diego Ariel

      maioria das fraturas demora cerca de 2 meses para consolidar.

      Inicialmente vai começar com andando só com carga parcial (só encostando o pé no chão) e progressivamente evoluir para marcha com carga total...

      Essa reabilitação é muito variada, vai depender do perfil de sua fratura e de sua dedicação na fisioterapia... ou seja, pode varia desde 3 meses até 1 ano....

      E assim assim que seu ortopedista liberar, inicie a fisioterapia...

      Contudo, não tenho como dar uma opinião assertiva sem te ver... 

      Na dúvida, procure seu ortopedista.

      Boa sorte

  • Tatiane de Oliveira Braga Brito

    DR. tem 22 dias que operei o plato tibial , foi colocado duas placas e parafusos só que meu joelho esta muito inchado e não consigo dobrar o joelho, isso e normal?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Tatiane.

      Geralmente uma fratura leva cerca de 2 meses para consolidar, dependendo do padrão. Fraturas de platô por si só demoram um pouco mais pois são articulares e de alta energia...

      Mesmo depois de consolidada, a fratura pode evoluir com algumas complicações, como dores, rigidez e edema (inchaço)... tipicamente essas alterações melhoram com o tempo e com a reabilitação fisioterápica...  Até lá, evite abaixar o pé e assim que seu ortopedista liberar intensifique a fisioterapia... 

      Boa sorte...

  • Suelen Borges

    Olá Dr. Diego, tudo bem? meu esposo tem 30 anos e sofreu uma queda de escada altura aproximada de 2 metros esta usando muletas a 4 semanas por indicação médica, abaixo temos o resultado do laudo, o senhor poderia ver e nos dizer a sua opinião quanto a fazer cirurgia ou não? Laudo: - Traço de fratura cominutiva no platô tibial lateral e logo abaixo das espinhas intercondilianas, com extenso edema ósseo, secundário a trauma prévio. - Há, também, edema ósseo na epífise fibular proximal. - Patela em altura habitual e normoarticulada com a superfície da tróclea femoral, com a cartilagem de revestimento sem alterações expressivas. - Menisco medial com morfologia, contornos, dimensões e intensidade de sinal conservados. - Menisco lateral com alteração de sinal, podendo corresponder a pequeno traço de ruptura no corno anterior. - Ligamentos cruzados anterior e posterior com orientações e integridades mantidas. - Ligamentos colaterais medial e lateral com orientações e integridades mantidas. - Tendões da pata anserina e do trato iliotibial com orientações e integridades preservadas. - Tendão do quadríceps e tendão patelar de espessura e intensidade de sinal habituais. - Retináculos patelares íntegros. - Derrame articular presente. - Planos musculares têm espessura e intensidade de sinal mantidas. aparece as seguintes informações:

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Suelen.

      Sem examinar e ver as imagens (figuras que vem junto com o laudo) dos exames, não posso dar a melhor conduta para o caso... 

      A indicação da cirurgia vai depender do padrão da fratura.... Geralmente fraturas que tem pouco desvio não necessitam de cirurgia na maioria dos casos... (no laudo que você mandou não tem a descrição desse desvio... por isso é importante ver as imagens e examinar presencialmente o paciente).

      Sugiro seguir as recomendações do seu médico.

      Boa Sorte.

  • ezequiel isaias dos santos

    bom dia dr, o meico me falou que esse meu problema nao tem correÇao, gostaria de saber se isso atrapalha eu jogar bola depois que fizer minha cirugia "sequela de impactação óssea no rebordo posterior do platô tibial lateral na área de carga central do côndilio femoral lateral"

    • Dr. Diego Ariel

      Fala Ezequiel.

      Sem te examinar e ver seus exames, não posso dar a melhor conduta para seu caso... 

      Frequentemente qualquer alteração na cartilagem articular pode gerar sequelas e atrapalhar nas suas atividades... Mas tudo vai depender do grau dessa sequela e do seu grau de atividade, pois usualmente um goleiro exige bem menos da articulação de que um jogador que jogue como ponta ou lateral...

      Boa Sorte.

  • Luis Marcelo da Silva

    Passei por uma cirurgia de joelho quebrado onde o nome é platô tibial e gostei muito da explicação realizado com essa várias fraturas numeradas onde pude entender a gravidade da minha situação. Obrigado pela orientação

    • Dr. Diego Ariel

      Precisando, sempre às ordens, mestre Luis.

  • Marcelo tostes

    Bom dia dr Diego cai de moto tive um problema no joelho,no relatório médico ele descreveu “Marcelo foi vítima de traumatismo do joelho esquerdo,evoluindo com fratura do platô tibial esquerdo, será submetido ao tratamento conservador com gesso inguinopodalico “nesse caso segundo ele não é preciso cirurgia o que o Sr tem a me dizer?é muito grave nesse caso?desde já muito obg!!!

    • Dr. Diego Ariel

      Fala, Marcelo.

      Sem te examinar e ver seus exames, não posso dar a melhor conduta para seu caso... Mas provavelmente, já que foi optado pelo tratamento conservador, sua fratura teve pouco desvio.. ou seja, aparentemente bom sinal e possivelmente bom potencial para evoluir de modo satisfatório... mas como disse, não tenho como dar uma opinião assertiva sem te ver 

      Boa sorte...

  • Maria Eduarda Bittencourt Bran

    Meu namorado fez uma segunda cirurgia, pôs placas na fíbula agora. O joelho está muito enchado. E os pés então, nem se fala. Não fez nem uma semana de cirurgia ainda. Mas é normal isso? O que podemos fazer pra desinchar? Será que é falta de fisioterapia mesmo?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Eduarda,

      Geralmente após qualquer cirurgia no membro inferior é comum ocorrer edema (inchaço). Para ajudar e melhorar é de bom tom elevar o membro, usar gelo e iniciar fisioterapia assim que seu ortopedista liberar...

      Infelizmente não posso definir a conduta pois precisaria examinar ele e ver os exames. Na dúvida, aconselho uma consulta com seu ortopedista para ele te avaliar pessoalmente...

      Abraço

  • Aécio dias Pereira

    Fraturei o platô tibial e passei por uma cirurgia . Foi colocado 6 parafusos e uma placa. No laudo do meu raio x está dizendo que houve redução de espaçamento pratotibial isso pode comprometer os movimentos da articulação ou com a fisioterapia previne ?

    • Dr. Diego Ariel

      Fala Aécio,

      Pelo que eu entendi no seu comentário,  houve uma redução do espaço articular. Se for isso, ou você já tinha isso antes da fratura e só descobriu a´πos a radiografia, ou foi devido a à sua fratura... Geralmente esse espaço permanece inalterado, mesmo com fisioterapia... NA dúvida, aconselho uma consulta com seu ortopedista para ele te explicar pessoalmente...

      Abraço

  • Roseli de Jesus Cecílio

    Gostaria de saber o valor da cirurgia plato tibial pois estou necessitando de uma cirurgia.

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Roseli, 

      Cirurgia de Platô vai depender de 3 fatores: Equipe médica, Despesas Hospitalares e Material (ex: placas e parafusos...).

      Cada um dos 3 tem um preço variável, principalmente o material, que vai depender qual foi seu tipo de fratura....

      Sugiro uma consulta com seu ortopedista para ver a melhor solução para seu caso.

      Boa Sorte.

  • Ronaldo Adriano da Silva

    A minha fratura foi platô Tibial nível 5... Eu quero saber qual medicamento tomar para o tratamento de desinflamacão e dor no Joelho⁉ Já si passaram 3 meses da cirurgia estou fazendo a fisioterapia mais a dor que sinto no joelho e o bastante pra mim não poder si locomover ou receber a carga necessária pra poder si locomover... Oq faço nesse caso⁉ Tem algum medicamento que possa aliviar a dor e desinflamar o joelho que ainda continua inchado⁉

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Ronaldo, 

      Realmente 3 meses já é um período considerável de tratamento. Se com esse tempo ainda está sentindo dores forte, sugiro retornar ao seu ortopedista e realizar uma nova consulta. Sem ver você nem seus exames, não vou poder ajudar corretamente.

  • Alejandro Santos da cunha

    Dr Diego fiz uma cirurgia no joelho do prato tibial tem 20 dias meu tornozelo e minha perna estão inchados é normal melhorar um pouco com eu coloco as pena para cima

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Alejandro, 

      Geralmente os primeiros dias é comum ocorrer edema (inchaço) no membro, principalmente se a perna ficar muito tempo abaixada. Ideal e deixar o membro elevado e começa a fisioterapia o mais rápido possível assim que seu ortopedista liberar...

      Boa sorte

  • Anderson

    Olá Dr. Primeiramente agradeço pelo ótimo material. Bom, tive fratura do platô tibial grau 6, 3 placas uma no plato medial, uma placa no plato lateral e uma na parte posterior da Tibia parte superior. Foram colocados 13 parafusos... A dúvida é a seguinte, já faz 27 dias que fiz a cirurgia, desde a 2 semana eu venho tentando dobrar o joelho, na cama mesmo. Sento na ponta da cama e vou tentando flexionar e alongar enquanto massageio. Meu médico disse que não posso por o pé no chão, isso não faço, porém não falou nada quanto a tentar sobrar o joelho, acabei esquecendo de perguntar à ele... Será que vou prejudicar o tratamento se eu ficar tentando dobrar por conta própria? Obs. Ele ainda não me liberou para fisioterapia, meu retorno ao médico está marcado só para o mês que vêm por isso venho perguntar. Grato, abraço

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Anderson, 

      Sua fratura foi muito grave... contudo não existe impedimento para dobrar o joelho.. único seria a dor e se seu ortopedista tivesse te proibido.. a movimentação ajuda inclusive a acelerar a cicatrização.. Só lembre de não pisar no chão.... isso atrapalharia muito o tratamento....

      Boa sorte

  • Claudete Calheiros do Nascimento

    Doutor desculpe fazer nova consulta. Tive fratura do platô tibial, fiquei 37 dias com gesso e estou há 27 sem gesso e sem por carga na perna. Só q meu pé fica inchado e só melhora qdo repouso. Qual a razão do inchaço enqto tempo isso dura?Mto obg por me atender. Felicidades!

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Claudete, 

      Geralmente o edema e por dificuldade no retorno venoso ... Não existe um tempo definido para que isso para de ocorrer... Forma de ajudar a melhorar e manter o membro elevado e iniciar a fisioterapia o mais rápido possível assim que seu ortopedista liberar.

      Boa sorte

  • Natalia

    Boa tarde Dr Diego! Estou c uma paciente 73 anos fratura planalto tibial! Médico liberou após cirurgia fazer apoio na perna mas sem descarga de peso! Após duas semanas a perna da paciente está inchando e ficando com a coloração diferente! Foi passado p o cirurgião e ele disse que isso é esperado por causa do tipo da fratura!

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Natália, 

      Fraturas do platô tibial são bem graves... dependendo da classificação da fratura e da energia do trauma, são esperadas algumas complicações... Ou seja, dependendo do tipo de fratura, a é possível que ocorra mudanças discretas na coloração, principalmente por dificuldade do retorno venoso e de edema... mas se persistir, deve retornar ao seu ortopedista.

      Boa sorte

  • Claudete Calheiros do Nascimento

    Agradeço ao Dr. Ariel por ter respondido minha dúvida. O doutor é mto atencioso. Grata

    • Dr. Diego Ariel

      Qualquer dúvida estamos à disposição... 

  • Robson alves

    Oi doutor ,fiz uma cirurgia no platô tibial fiquei 8 semanas com a perna mobilizada e só agora estou fazendo fisioterapia, estou muito preocupado pois a minha perna não dobra nada está dura ,qual conselho o Sr mim dar

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Robson, 

      Desculpa a demora...

      É comum ocorrer certa rigidez no joelho após o tratamento conservador (sem cirurgia)...

      A melhor conduta nesse caso é intensificar a fisioterapia. 

      Lembre, a recuperação é bastante lenta.. tenho paciente que demora até 6 a 12 meses para recuperarem a flexão normal....

      Agora é “faca nos dentes” e partir pra fisioterapia... 

      Qualquer dúvida estamos à disposição... 

  • Claudete nascimento

    Fraturei o platô tibial e no dia 23/09 foi colocado gesso. Dp de 37 dias foi retirado o gesso e tenho q ficar 40 dias sem pôr o pé no chão. Mas o joelho continua um pouco inchado. É normal?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Claudete,

      Fraturas do platô são fraturas muito graves...

      É comum que durante o processo de consolidação (em torno de 2 a 3 meses, dependendo do tipo de fratura), ainda ocorra um processo inflamatório...

      Outra coisa que contribui com o inchaço (edema) é a imobilização prolongada... 

      Assim a fisioterapia já ajuda na melhora desse edema...

      Caso persista dor ou o edema piore, procure seu ortopedista o mais rápido possível..

  • Salim

    Fala mestre eu operei mais ou menos 20 e começou a aparecer o parafuso da placa logo abaixo do meu joelho aonde foi colocado a placa. Isso e normal de ficar saliente na pele? Depois o organismo esconde ele?

    • Dr. Diego Ariel

      Fala grande Salim,

      Após a cirurgia, a perna vai desinchando e é comum o material de síntese (placas e parafusos) ficarem salientes em áreas onde tem pouca cobertura de partes moles, como no tornozelo, perto do joelho, cotovelo e punho...

      Em alguns casos, o corpo faz uma fibrose e “esconde” o material. Mas não é o mais comum...

      Na maioria dos casos, essa saliência não leva a nenhum problema. Mas cuidado se o parafuso expor, ou seja, se furar a pele e ficar do lado de fora

      Nesse caso, procure seu ortopedista o mais rápido possível..

  • Roselynn Geovane Pereira Moreira Nascimento

    Olá fiz uma cirurgia de fratura no platô tibial já faz dois meses logo abaixo da cicatriz está inchado como uma bolsa sinto dores o q pode ser

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Roselynn,

      Pelo que descreveu, parece ser alguma secreção próxima à ferida operatória...

      As mais comuns são hematoma (sangue), secreção serosa (inflamação) e infecção (pus)... 

      Sugiro ir no seu ortopedista e mostrar a ele...

      Boa sorte e qualquer coisa estamos às ordens...

  • Edinê Alves Martins

    Fiz uma cirurgia a seis semanas, platô tibial,o médico já tirou o imobilizador,estou andando com andador, não fiz ainda fisioterapia, estou bem ,só não consigo dobrar a perna,será que com a fisioterapia vai resolver?

    • Dr. Diego Ariel

      Fala Edinê...

      Na maioria dos casos a fisioterapia resolve sim..

      Por isso a importância do acompanhamento em conjunto do ortopedista e do fisioterapeuta...

      Contudo não posso garantir que vai ficar 100%.. pois vai depender muito de quão grave foi sua fratura...

      Qualquer dúvida estamos às ordens ...

  • Tamiris

    Olá,dr.Diego fraturei a platô há um ano e não consigo esticar a perna,ficou semi flexionada tem algum procedimento cirúrgico que possa fazer ela esticar totalmente, e cada vez mais parede que está encurtando a perna. A prótese para jovens que sofreu essa fatura é aconselhável pôr ela tenho 30 anos principalmente se posso fazer corrida e academia.

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Tamiris,

      Existem mais de um motivo para não conseguir esticar o joelho..

      As principais são retração da cápsula e consolidação viciosa da fratura (o osso “colou” em uma posição não muito favorável).

      Tem que ver direitinho a causa... 

      Ambas tem tratamento cirúrgico, contudo não posso garantir que vai ficar 100%...

      Já quanto a prótese, pela sua idade não aconselho... quanto mais novo o paciente, pior, pois a prótese não dura para sempre e tem que ficar trocando..daí quanto mais novo, mais vezes tem que trocar...

      Qualquer dúvida estamos às ordens ...

  • Armanda

    Tive fratura do platô grau 1 45 dias de cirurgia fazendo fisioterapia já está colado o médico liberou carga progressiva. Quanto tempo para colocar o peso do corpo .pois esqueci de perguntar

    • Dr. Diego Ariel

      Fala Armanda,  

      O tempo Médio para uma boa consolidação é de cerca de 6 a 8 semanas após a cirurgia...  

      Nesse período, na maioria dos casos, já é possível a carga total...  

      Mas lembrando que cada caso é um caso...

  • Raquel

    Fiz cirurgia ja faz 6 meses, fraturei o plato tibial. Estou fazendo fisioterapia consigo dobra o joelho , quanto estou sentada consigo esticar toda perna. Mas em pé nao consigo deixar as duas pernas em linha reta. Pois ainda existe pequena curva na parte posterior do joelho. Queria saber se volta normal?

    • Dr. Diego Ariel

      Oi Raquel...  

      Dentre as muitas causas que levam a essa "curva", as principais são: a própria consolidação óssea nessa posição (osso colou curvo); e as contraturas (tipo de encurtamento) de partes moles (músculos, tendões, cápsula...).  

      Se for a consolidação óssea, é muito difícil que retorne... se for contratura de partes moles, a fisioterapia é capaz de reverter...  

  • Ernani dos santos

    Gostaria de saber quanto tempo leva pra poder começar fazer a fisioterapia já estou operado a 1 mês e meio gostaria de saber qual exercício tenho que fazer lógico devagar espeto um retorno

    • Dr. Diego Ariel

      Fala mestre.

      Isso vai de acordo com a gravidade da sua fratura e qual foi a estratégia de tratamento escolhida.

      Geralmente eu costumo iniciar entre a primeira e a segunda semana pós-operatória.

      Qualquer dúvida estamos às ordens

Comentar